Sobre este blog

Este blog publica exclusivamente conteúdo original da minha autoria (ver à direita) e serve o único propósito de garantir a minha imortalidade:

Google caches WebPages regularly and stores them on its massive servers. In fact, by uploading your thoughts and opinions to the internet, you will forever live on in Google's cache, even after you die, in a sort of "Google Afterlife".
- In Is Google God?

segunda-feira, 10 de setembro de 2007

Acerca da expressão anhoco e anhar, utilizadas no post anterior

É interessante notar que ao começar a escrever este post, já me surgiu ideia para mais um.

Isto de deixar jorrar a diarreia cerebral tem o seu quê de viciante.

Talvez comece a perceber o porquê de ter um blog, mesmo quando não se tem nada para dizer (como é o meu caso).

Estive a ver na wikipedia e não há qualquer referência a esse tão relevante verbo, "anhar", que utilizei no post anterior.

Como presumo que nem todos estão familiarizados com o conceito, venho aqui tentar propor uma definição:

anhar - acto de quem anha; preencher o quotidiano com ocupações frívolas e inúteis geralmente como maneira subliminar de contornar as obrigações;

donde deriva imediatamente:

anhoco - pessoa que anha muito.

Não posso dizer que perdi muito tempo a pensar nestas definições, até porque este é um blog de diarreia cerebral, não vou pensar muito em nada do que escrevo. Como tal, proponho aos que não a acharem uma boa definição que sugiram outra melhor.

4 Comments:

*Vanessa* said...

só tu para escrveres um texto sobre o verbo anhar, como se o texto também não fosse uma forma de anhar... tá poetico loll

Anônimo said...

leggere l'intero blog, pretty good

Reis said...

Caros, por mim podemos tornar a definição oficial e promover uma petição para a incluir no dicionário oficial de língua Portuguesa.

Anônimo said...

No meu grupo de amigos sempre ouvi dizer "anhado" em vez de "anhoco" , se bem que anhoco tem um som engraçado.